quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Até nunca!!!!




Num cemitério encantado


Encontrava-o minha alma lacrimosa.


Em uma barreira deslumbrada


Sonhára eu tocar naquela fera tão formosa.




Ajoelhado sob estacas de prata


Com rios de sangue no olhar,


A natureza a ti fica grata


Pelo poder de te assombrar.




Mas meus mistérios da morte


Vieram para te desmembrar


Como ser deslumbrado nunca mais te vou amar!!!!




Esta foi a história longa


De uma voz que não se prolonga


Nem nas lágrimas te vou tocar...

4 comentários:

My_little_dark_moon disse...

Muito lindo :]

André Felipe disse...

Eu voltei. :)

Você continua com um talento incrível para escrever poemas.

Christallina disse...

Lindo;]

Lindo poema.

TV de Plasma disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the TV de Plasma, I hope you enjoy. The address is http://tv-de-plasma.blogspot.com. A hug.